Denúncia: médico da Santa Casa dispensa paciente que tinha duas fraturas na coluna

0
10615
Foto: resultado da cirurgia com duração de 8h, no dia 19/04.

Eu, Jefferson Hebert Mauricio, residente, contribuinte e domiciliado no Município de Cerquilho-SP, venho por meio desta coluna informar, a todos os munícipes, sobre o atendimento médico na Santa Casa de Misericórdia de Cerquilho.
Em 15 de Abril de 2.017, meu filho de 18 anos, Antônio Bruno Mauricio, sofreu um grave acidente por volta das 00:05h, onde caiu de uma altura aproximada de 15 metros na Praça do Mangal. Estando ele acompanhado de seu irmão João Victor, sua prima Maria Clara e sua amiga Letícia, no momento deste acidente, tais acompanhantes prontamente acionaram o Resgate Municipal onde, após a verificação dos sinais vitais e imobilização do rapaz, o mesmo foi conduzido à Santa Casa de Misericórdia de Cerquilho.
Chegando lá, meu filho foi atendido pelo Dr. Samuel Rodrigues Estrada CRM 137.085, o qual fez todo levantamento sobre a ocorrência, bem como a elevada altura da queda, e, prontamente, solicitou a realização de Raio X da cabeça, coluna e tórax, também, prescreveu as devidas medicações para dor que o paciente sentia no momento.
Após alguns minutos do atendimento, eu estava como acompanhante, meu filho reclamou de formigamento nos braços e mãos e, tão logo, chamei o Dr. Samuel (que estava focado em seu celular) para que o mesmo verificasse esta situação, onde novamente foi até o meu filho e somente perguntou o que ele estava sentido e informou que tais sintomas seriam devido ao impacto da queda. Sendo assim, passaram-se mais alguns minutos e meu filho novamente reclamou de que não estava sentido as pernas, pois parecia que estavam anestesiadas, assim, fui de imediato chamar o Dr. Samuel (continuava focado em seu celular), onde o mesmo permaneceu com o mesmo diagnóstico.
Muito bem, durante todo este período, estávamos aguardando a liberação do Raio X e, mais uma vez, meu filho me chamou e relatou que estava com muita dor no pescoço, peito e, por assim ser, estava com medo de morrer. Como Pai e aflito, mais uma vez solicitei a presença do Dr. Samuel (focado em seu celular), o qual não se importou muito dizendo que era reflexo do impacto, que o corpo estava esfriando, etc.
No decorrer deste tempo, foi liberado o Raio X para que meu filho pudesse realizar as radiografias e, posteriormente retornamos à sala de atendimento onde demos entrada. Após aproximadamente 20/30 minutos, chegaram as imagens da radiografia, onde rapidamente o Dr. Samuel avaliou e constatou que não havia nenhuma fratura ou lesão na coluna, tampouco no tórax, mantendo a prescrição de medicamentos para dor e inflamação (segundo o próprio Dr.) durante a noite, pois meu filho teria que ficar em observação até que conseguisse urinar, para assim confirmar que não houve nenhum dano ou trauma interno. Pois bem, minha esposa ficou com meu filho durante a noite e, para surpresa dela, ele recebeu alta pela manhã, conjunta de uma receita emitida pelo Dr. Samuel com os seguintes medicamentos:
– Paracetamol +Cadeína (500/30mg comprimido) – tomar 01 comprimido às 06:00/10:00/14:00/18:00 e 22:00h por 03 dias (paracetamol + fosfato de codeína é indicado para o alívio de dores de grau moderado a intenso, como nas decorrentes de traumatismo (entorses, luxações, contusões, distensões, fraturas); – Complexo B: tomar 01 comprimido as 06:00 e 18:00h por 05 dias (Vitamina para compensação da deficiência na produção pelo corpo humano).
Desta forma, com o receituário em mãos, meu filho saiu andando, sem colar cervical e com muita dor, pela porta do pronto socorro da Santa Casa e, ao chegar em nossa residência, a dor aumentou muito, com sintomas de formigamento nos braços, mãos, pernas e pés, o que nos chamou a atenção onde decidimos imediatamente entrar em contato com o Instituto de Diagnóstico de Sorocaba (por volta das 10:00h do Sábado), explicamos a situação e se prontificaram a nos esperar chegar, até a unidade, afim de realizar aTomografia Computadorizada.
Antes de nos deslocarmos para Sorocaba, dois FILHOS ABENÇOADOS POR DEUS, integrantes do resgate municipal de Cerquilho, Srs. ROGÉRIO e PEREIRA, ao saberem da gravidade do acidente, nos forneceram o COLAR CERVICAL, equipamento este que, com toda certeza, manteve a estabilidade das fraturas nas vertebras do meu filho até o momento da cirurgia. A estes dois ANJOS meus mais sinceros agradecimentos. Ao chegarmos a Sorocaba, foi necessária a apresentação do requerimento Médico para realização do exame, contudo, por duas vezes consecutivas, (a 1ª por minha filha Paloma e a 2ª pelo atendente do resgate municipal Sr. Rogério Rocha) foi negada a emissão deste requerimento pelo próprio Dr. Samuel Rodrigues Estrada CRM 137.085, o qual informou que ele não tinha solicitado tal exame e, por isso, não podia emitir tal requerimento.
Após várias tentativas, vendo a gravidade do ocorrido, a própria equipe do IDS contatou a Santa Casa de Misericórdia, onde através de uma Enfermeira e um Médico, ambos guiados por Deus (Enfermeira Yasmim e Dr. José Antônio), foi encaminhado, por e-mail, este requerimento e meu filho pode fazer este exame.
Toda a equipe do IDS foi totalmente dedicada ao meu filho, tendo em vista o fato de que, tais pessoas, ficaram nos atendendo até as 16:30h, sendo que o expediente findara às 12:00h. Logo após o início da tomografia, as primeiras imagens foram encaminhadas ao Médico responsável, o qual, de sua residência identificou a fratura múltipla da vértebra C5 e fratura explosiva da vértebra C7, solicitando ao corpo técnico que orientasse os Pais a não removerem, em hipótese alguma, o COLAR CERVICAL, pois se tratavam de lesões de natureza gravíssima, a qual poderia causar danos neurológicos e motores ao paciente.
Após este diagnóstico, fomos imediatamente ao Hospital da Unimed de Sorocaba para consulta por Médicos na rede particular, onde os médicos que nos atenderam, não entendiam como meu filho não perdera as funções motoras e, prontamente acionaram o especialista em trauma de coluna, Dr. Cristovam Miguel Neto. Da Unimed fomos encaminhados para o Hospital Samaritano, meu filho foi internado, realizou os demais exames pré-operatórios como a Ressonância Magnética e, na quarta-feira 19/04/2017, das 06:30h às 15:30h, realizou a cirurgia para implantação da prótese, placas, hastes e parafusos em sua coluna, cirurgia esta, considerada um sucesso e verdadeiramente um milagre, pois não houve GRAÇAS A DEUS, nenhuma perda neurológia e motora até o momento.

(Microsoft Word - PRECARIEDADE NO ATENDIMENTO M311DICO NA SANTA (Microsoft Word - PRECARIEDADE NO ATENDIMENTO M311DICO NA SANTA (Microsoft Word - PRECARIEDADE NO ATENDIMENTO M311DICO NA SANTA
Por fim, fica aqui meu desabafo sobre todo o ocorrido, bem como, meu alerta a todos os cidadãos de Cerquilho que, por ventura, necessitem do atendimento Médico através do SUS junto à Santa Casa de Misericórdia.

Jefferson Hebert Mauricio

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA