ELEIÇÕES- Cerquilho ainda não tem prefeito definido para 2017, e aguarda decisão sobre recurso do vencedor

0
3521
Foto: Divulgação

Os eleitores de Cerquilho tiveram uma situação inédita na eleição para prefeito, ocorrida no último dia dois, quando o mais votado, Aldo Sanson, teve seus votos contabilizados como nulos, porque ainda aguarda decisão de seu recurso na justica eleitoral. Aldo, do PSDB, teve 17.953 votos. O candidato considerado, no momento, como eleito é o médico Dr. Manoel Borges Marques, PSD, com 2.281 votos; Wagner Bellucci, PSB, teve 4 votos a menos: 2.277. Valdir do Estacionamento, PDT, teve 658 votos e o quinto candidato, também inelegível, Dr. Guaraci, PP, teve 161 votos. Enquanto o recurso não é julgado, os eleitores não sabem se Aldo vai assumir a prefeitura pela quarta vez, ou se Cerquilho terá novas eleições para prefeito.

Na Câmara municipal houve uma renovação significativa: apenas dois foram reeleitos, Cleuza Belino, vai para o sexto mandato e Zé Carlos Medeiros para o segundo. Outros 11 que completam as vagas, são vereadores pela primeira vez. O farmacêutico Rodrigo Modanez, PPS, foi o mais votado, com 1.556 votos. Caso Aldo possa assumir o cargo de prefeito, terá maioria na câmara, 8 vereadores da coligação que o apoiou foram eleitos.

O Tribunal Superior Eleitoral deverá priorizar o julgamento dos recursos, cuja análise tenha impacto no resultado das eleições, para que até a data da diplomação todas as situações estejam definidas. O prazo final para a diplomação dos eleitos é o dia 19 de dezembro e a posse será dia 1º de janeiro de 2017.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA