Férias: fique atento às mudanças de hábitos e de alimentação

0
835
Dra. Ana Paula Nana Delbaje, geriatra do Hospital Santo Antonio de Votorantim.

Cuidados com a saúde não podem descansar!

Fim de ano se aproximando e as férias já estão à vista! Nesta hora, todo mundo só pensa em uma coisa: dar uma pausa no trabalho, nos estudos e aproveitar para viajar. E não importa o destino, todo mundo só quer se divertir e voltar do passeio cheio de fotos e boas lembranças. No entanto, para que tudo corra bem e não haja surpresas desagradáveis, é necessário planejamento e, principalmente, cuidados com a saúde.

Dra. Ana Paula Nana Delbaje, geriatra do Hospital Santo Antonio, de Votorantim, explica que devemos continuar atentos aos hábitos de vida ao viajar. “Sempre que viajamos, estamos expostos a ambientes diferentes do que estamos acostumados e isto influencia na forma como nosso corpo irá lidar com a situação”, explica. A especialista dá dicas para garantir boas férias:

Condições de saúde

Antes de viajar, é bom certificar-se de que a família toda está bem. É como um carro: precisamos fazer uma revisão e ver se está tudo funcionando corretamente. “Caso, antes da viagem, esteja com algum desconforto ou sintoma estranho, é bom procurar um médico, para ver se não há com o que se preocupar, ou se é melhor esperar um pouco, até melhorar, antes de pegar a estrada”, explica.

Doenças regionais

É ideal se informar sobre o local onde vai. “Em algumas regiões, como nos estados do Pará e Amazonas, há a incidência de Febre Amarela, por exemplo. Então, é necessário estar com esta vacina em dia. Em outros, como na Bahia e em Pernambuco, há o problema do Zika, que não tem vacina e é transmitido pela picada do mosquito Aedes Aegypti. Sendo assim, é importante não esquecer o repelente. O mesmo vale para o Rio de Janeiro, onde há muitos casos de Dengue, que, inclusive, já possui vacinas disponíveis na rede particular de saúde”, aconselha Dra. Ana Paula.

Alimentação

É uma das principais atenções que devemos ter. “Sempre é bom evitar alimentos que você não tem certeza se estão corretamente acondicionados, ou se foram preparados com boa higiene, pois podem ocasionar intoxicação alimentar ou infecções. Na dúvida do que comer, procure dar preferência a frutas frescas ou alimentos industrializados que possuem conservantes, pois, embora não sejam a melhor opção do ponto de vista nutricional, são mais seguros, por estarem menos suscetíveis à contaminação. Desta forma, diminuem as chances de se contrair as chamadas viroses, que são comuns nesta época, principalmente, na praia”, afirma.

Exposição ao sol

Principalmente com crianças e idosos, que possuem o organismo mais sensível a mudanças. “É muito importante fazer o uso do protetor solar, chapéus, óculos de sol, tudo o que for possível para evitar queimaduras de pele. Também é muito importante beber muita água, pois o sol e o calor desidratam rapidamente”, alerta.

Bebidas alcóolicas

Também é preciso estar atento ao consumo de bebidas alcoólicas. “As pessoas acham que cerveja, ou outras bebidas alcóolicas hidratam, pois possuem bastante água, mas o que ocorre é justamente o contrário. O corpo gasta muita energia e líquidos para metabolizar o álcool, que, além disto, é diurético, ou seja, este tipo de bebida desidrata, por isto ocorre a ressaca, que nada mais é que uma desidratação grave”, detalha a especialista, que ainda dá outra dica: “o ideal é consumir moderadamente, intercalando com outros líquidos, como água, sucos naturais ou água de coco e, claro, nunca dirigir após beber”.

Mais informações pelo telefone: (15) 2101-0001 ou pelo site: www.hospitalsantoantonio.com.br

 

________________________

Fonte: QNotícia Comunicação

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA