SANTA CASA DE TATUÍ ESTÁ SOB INTERVENÇÃO MUNICIPAL

0
340
Foto: Secretário Jerônimo Simão, Fernanda Rodrigues (da antiga Comissão Gestor), Ana Vieira nova interventora, prefeita Maria José e vice-prefeito Luiz Paulo.
A Santa Casa de Misericórdia de Tatuí está sob intervenção municipal. Na quarta-feira, 31 de maio, a prefeita Maria José Vieira de Camargo assinou o decreto que oficializa a situação de emergência no SUS (Sistema único de Saúde). No mesmo decreto, a prefeita nomeia como interventora, a senhora Ana Aparecida de Melo Sá Azevedo Vieira.

A intervenção é por 180 dias, prorrogáveis por igual período e mais de uma vez, se necessário. No decreto a prefeita aponta uma série de situações que levaram à sua decisão. Uma delas é pelo fato da entidade ficar sem representação, pois todos da direção estão demissionários. A última a renunciar ao cargo da Comissão Gestora Provisória, foi Fernanda Rodrigues. Além disso, há o possível fechamento da UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), pois os médicos estão sem receber seus salários há vários meses e o número de leitos foi reduzido recentemente, de 8 para 6 leitos. O fechamento de 11 leitos da pediatria clínica também é citado no decreto, assim como o anúncio de paralisação dos serviços e fornecimentos de materiais e insumos, comprovados pelas notificações extrajudiciais, encaminhadas para a Santa Casa, com cópia para a Secretaria Municipal de Saúde, por empresas médicas e fornecedoras de oxigênio, pela falta de pagamento. É citado ainda a não aplicação correta dos recursos do convênio firmado no início deste ano com a entidade, no valor de R$ 9,7 milhões.

“Os serviços e o atendimento do SUS não podem parar. A crise é grave”, destacou a prefeita. “Diante disso, precisei tomar uma atitude. Neste momento, a Prefeitura quer garantir o pleno funcionamento do hospital. Uma equipe começará a trabalhar já a partir de hoje, fazendo um levantamento das condições do hospital, que permanecerá aberto e atendendo a população. A crise da Santa Casa também reflete no Pronto Socorro, que geralmente fica aguardando por semanas vagas para internação de pacientes SUS”, acrescentou Maria José.

 

Imprensa Prefeitura de Tatuí.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA