Category Archives: Mercado e Finanças

Porque saber o código do banco?

O código banco foi criado para que as transações bancárias fossem feitas de forma mais organizada e ágil. O único problema é a diversidade de códigos, já que para cada banco existe uma sequência diferente, mas afinal, é mesmo necessário saber esse código?

O que significa código banco?

Quando uma transferência bancária é feita para outra conta, é necessário informar um número de 3 dígitos para que ela seja concluída. Esse número é o código banco, um código criado pelo Banco Central para identificar cada um dos bancos existentes.

Na realidade, com a globalização avançando cada vez mais nos serviços financeiros, as campanhas de linhas de crédito acabam se expandindo também, tendo um número crescente de correspondentes bancários. Isso significa que as instituições bancárias ganham a cada ano que passa novos clientes.

Por isso é tão importante saber o código banco do seu e de outros bancos. As transferências de TED e DOC para instituições diferentes solicitam o código do banco para identificar qual o destino do dinheiro enviado. 

Após a transação, o dinheiro para por uma verificação no Sistema de Compensação de Cheques e Outros Papéis para que a compensação bancária seja concluída, ou então, pelo sistema de transferência e reserva do Banco Central.

De qualquer modo, saber o código banco possui muitas vantagens e facilidades, como por exemplo o fato de saber que os três primeiros números do código de barras de um boleto na verdade é o código banco da instituição responsável pela sua emissão. Isso ajuda a comprovar a autenticidade dos boletos bancários.

Como usar o código banco

Ao fazer uma transferência bancária para outro banco, serão solicitados alguns dados como:

  • Nome do titular da conta destino
  • CPF ou CNPJ do titular da conta destino
  • Agência da conta destino
  • Conta do titular da conta destino
  • Código banco da instituição de destino

Código banco dos principais bancos brasileiros

Com a diversidade de bancos disponíveis no mercado financeiro, fica difícil escolher em qual abrir uma conta. Por via das dúvidas, separamos uma lista dos principais bancos e seus respectivos códigos:

  • Banco Bradesco – 237
  • Banco do Brasil – 001
  • Banco Itaú – 341
  • Banco Santander – 033
  • Caixa Econômica Federal – 104
  • Banco Citibank – 745
  • HSBC Bank Brasil – 399

Lembrando que caso você erre o número do código do banco na hora da transação bancária, o valor depositado será devolvido para sua conta, por isso, sempre pesquise antes de concluir a transação.

Como conferir o código do Banco do Brasil?

Muitas pessoas precisam conferir o código Banco do Brasil para realizarem operações de depósito ou transferência. Mas você sabe realmente onde encontrar o código Banco do Brasil em qualquer lugar?

Imagine por exemplo se você esteja com pressa e precise urgentemente procurar o número do código do banco para onde realizará uma transferência. O ideal é você buscar através de sites oficiais para consulta do código correto para seu banco.

Para conferir o código Banco do Brasil online

Você poderá fazer consultas aos principais sites disponíveis online que oferecem dados de confiança para realização de suas transações. Por exemplo:

  • Site Oficial da Febraban, lá você pode consultar todos os códigos de bancos disponíveis.
  • Muitos sites online também dispõem da lista com a numeração de todos os bancos. Além disso você poderá consultar o código ISPB de cada um, caso necessário.
  • O site oficial do Banco Central oferece a lista completa dos códigos. Além disso esse site também tem navegabilidade para índices econômicos, taxas de câmbio e muito mais.

No caso específico do código Banco do Brasil

Se você está especificamente procurando o código Banco do Brasil, saiba que ele sempre vem à frente na listagem de bancos. Isso significa também que ele é o número 001. Portanto não se esqueça:

  • O código Banco do Brasil COMPE é 001.
  • O código Banco do Brasil ISPB é 00000000.

Você precisará usá-lo para fazer transferências, depósitos e qualquer outra operação que exigir esse número.

A maneira mais atual de conferir o código Banco do Brasil

Os sistemas de informação atuais contam com uma lista dos códigos de banco a serem escolhidos para as transações. Isso significa que além do número você terá o nome do banco a partir de uma lista para escolher no momento de fazer a transação.

Isso facilita muito a vida do correntista que usa o sistema de Internet Banking para fazer suas transferências. Além disso, muitos sistemas bancários no atendimento automático também contam com esse tipo de facilidade.

Como conferir o código Banco do Brasil na boca do caixa

Caso o cliente esteja fazendo alguma operação com um caixa na agência bancária o procedimento será ainda mais fácil. O próprio caixa do banco precisará conferir o código antes de realizar os procedimentos, portanto ele(a) lhe perguntará para qual banco será enviada a transferência, por exemplo.

No caso do código Banco do Brasil, como dissemos anteriormente, por ser a maior instituição bancária nacional o código é o 001. Ou seja, o primeiro número a ser consultado na lista de bancos deixando a transação ainda mais simples e rápida.

Conclusão

Neste post vimos as principais maneiras de conferir o código do Banco do Brasil. Você gostou deste artigo? Não se esqueça de deixar o seu like e compartilhar com todos os seus amigos essas informações importantes contidas nesta postagem.

Empréstimo com garantia de veículo: como funciona?

Com o crescimento de procura por linhas de crédito facilitadas, o mercado acaba oferecendo opções cada vez mais variadas. No entanto, a taxa de juros muitas vezes é o principal obstáculo dos clientes no momento de contratação do empréstimo.

Desse modo, uma das formas de contornar os juros é realizar um empréstimo com garantia. Isso porque a garantia de um veículo, por exemplo, permite ao banco ter certeza de que será ressarcido.

Além disso, o empréstimo com garantia tem condições diferentes das demais linhas de crédito. Portanto, é preciso estar atento a todos os detalhes e formas de contratação do empréstimo com garantia.

Empréstimo com garantia com prazos diferenciados

O empréstimo pessoal, a linha de crédito mais popular no Brasil, conta com opções limitadas de prazo para pagamento. Além disso, as taxas e os juros variam de acordo com a instituição financeira.

No entanto, para aqueles que optam por realizar um empréstimo com garantia de veículo, tais condições são mais flexíveis. Um exemplo disso é o prazo de pagamento concedido, que avançam conforme o veículo alienado.

Para casos onde ônibus e caminhões são postos como garantia, é possível contar com um prazo de até 20 anos. Entretanto, é preciso estar atento ao fato de que o veículo deve estar quitado para ser posto como garantia.

Empréstimo com garantia não representa valor integral do veículo

Apesar de o empréstimo com garantia representar uma segurança maior para a instituição financeira e, consequentemente, menores taxas de juros, há condições específicas para esta operação.

Dessa forma, uma das condições é o valor disponibilizado para no empréstimo com garantia de veículo. Em geral, as instituições oferecem até 70% do valor que o veículo é analisado.

Além disso, as parcelas de pagamento do empréstimo com garantia não podem ultrapassar os 30% da renda mensal, conforme regras do Banco Central. Ademais, é preciso observar se tal opção de crédito é a melhor opção para solucionar os problemas financeiros.

Como cancelar um empréstimo consignado

Situações relacionadas a financiamentos e instituições financeiras costumam ser bastante delicadas. Dessa forma, todo cuidado é importante, para que não hajam transtornos no futuro.

Entretanto, mesmo com todos as precauções, é possível que algo não seja feito da melhor forma, ou ser exposto a uma fraude. Um exemplo disso é em relação ao empréstimo consignado.

Desse modo, há situações onde o empréstimo consignado é feito de forma inadequada, como em fraudes e golpes. Para esses casos, no entanto, é possível cancelar. Veja algumas dicas de como solicitar o cancelamento do empréstimo consignado.

INSS oferece canais para cancelamento do empréstimo consignado

O empréstimo consignado está disponível para aposentados e pensionistas do INSS. Com juros menores do que os praticados pelo mercado., é uma alternativa para situações emergenciais.

Além disso, o serviço de empréstimo consignado é disponibilizado com maior facilidade, de acordo com a instituição financeira que se trabalha.

Portanto, em situações onde o beneficiário sofre uma golpe, o INSS oferece mecanismos para reaver a situação. Uma das maneiras encontradas é através do número 135, onde servidores da autarquia prestarão todas as informações necessárias.

Outra forma que o beneficiário encontra para cancelar o empréstimo consignado é através do app Meu INSS, onde será solicitada a confirmação dos dados.

Entretanto, para que o cancelamento seja efetuado, é preciso registrar a ocorrência junto ao portal do consumidor. Além disso, somente o beneficiário poderá realizar o cancelamento do empréstimo consignado.

Procure a instituição financeira onde solicitou o empréstimo consignado

Mesmo com a ligação direta com o INSS, o empréstimo consignado é realizado também junto aos bancos. Dessa forma, é possível evitar que o empréstimo seja efetuado pela instituição financeira.

Para isso, é necessário que o cliente se dirija a mesma agência onde solicitou o empréstimo. Além disso, é preciso que seja feito ainda no mesmo dia em que foi contratado.

Ademais, é importante observar as condições gerais de cada banco para o empréstimo consignado, para que o atendimento ocorra da melhor forma.

O que fazer quando o cartão de crédito é clonado?

Aí você está lá curtindo o dia e de repente começam a chegar avisos de compras por SMS. Normal, certo? Normal quando você reconhece tais compras. Infelizmente, nem sempre é o caso. Ter o cartão de crédito clonado é um problema que afeta milhões de brasileiros anualmente e está entre as principais fraudes cometidas no país. Mas o que fazer quando isso acontece?

Contate o banco

Muitos pensam que o melhor a se fazer é contatar a loja ou serviço onde o cartão foi utilizado sem a autorização do titular.  No entanto, na verdade, o primeiro passo deve ser contatar o banco ou administradora do cartão de crédito clonado. Dessa forma, o cartão pode ser bloqueado antes que o estrago seja ainda maior. O próximo passo é revisar a fatura e os débitos feitos com o cartão de crédito clonado e informar ao banco quais compras não foram feitas por você. O cartão então é bloqueado e um novo cartão emitido.

Avise as autoridades

Após o trâmite com o banco, é hora de contatar a polícia. Registre um B.O (boletim de ocorrência) presencialmente na delegacia mais próxima ou online. Não é obrigatório ter um B.O, mas tal documento pode ajudá-lo caso seja necessário acionar um órgão de defesa do consumidor. Outro passo não obrigatório, mas que pode evitar dores de cabeça, é contatar o Serasa e impedir que seu nome fique sujo devido ao cartão de crédito clonado.

Resolução

Uma vez verificado que o cartão de crédito foi clonado, o banco devolve o crédito em até 5 dias. Caso isso não ocorra, é preciso acionar o Procon, o Banco Central ou entrar com uma ação no JEC (Juizado Especial Cível), pois a clonagem é responsabilidade da administradora do cartão, que deve arcar com o prejuízo sem prejudicar o cliente. Portanto, é importante guardar os registros das conversas com o banco e o boletim de ocorrência policial.

Máquina de cartão: 5 dicas para decidir qual máquina escolher

É importante que o empreendedor possua uma máquina de cartão em seu estabelecimento comercial para que assim possa atender o maior número de clientes possível, que muitas vezes optam por essa opção de pagamento. Veja x dicas para decidir qual máquina de cartão escolher para seu negócio.

Dicas para escolher máquina de cartão

1.      Conheça seu negócio:

Para escolher a máquina de cartão ideal para você, é importante conhecer o seu negócio. Qual tipo de cliente ele atende? Como ele funciona? Pensar nas suas necessidades e nas de seus clientes vai te ajudar a escolher a melhor máquina.

2.      Taxas:

As taxas podem pesar muito no bolso do empreendedor, e por isso devem ser levadas em consideração. Cheque qual o valor de aluguel ou para comprar a máquina, se há taxa de adesão, qual o valor das taxas por transação.

3.      Funções da máquina: 

É importante pensar nas funções de uma máquina de cartão para escolher a melhor para você. Algumas máquinas se conectam apenas a uma rede cabeada, enquanto outras possuem conexão Wifi, bluetooth e rede móvel. Algumas máquinas podem imprimir os comprovantes de compra, por mais que seja necessário comprar os materiais para a impressão, enquanto outras possuem apenas a opção de enviar por SMS ou e-mail ao cliente. Uma máquina de cartão pode ser mais barata do que a outra, mas não oferecer todos os serviços que você precisa.

4.      Serviços:

Além da máquina de cartão, as operadoras podem oferecer outros serviços para os seus clientes, ou a própria máquina pode contar com recursos adicionais, como um aplicativo para gerenciar suas vendas. Procure por uma máquina que tenha os serviços necessários.

5.      Bandeiras aceitas:

É importante checar quais são as bandeiras e os cartões de crédito aceitos pela máquina, para assim atender mais clientes.

Simulação consórcio: 3 Formas de simular consórcio

A maioria da população brasileira não possui recursos para conquistar seus bens a vista, seja por falta de planejamento ou falta de dinheiro. As opções que existem no mercado para aquisição imediata, através de financiamentos, possuem muitos juros e o valor a ser pago chega a ser o dobro.

Por todos esses motivos, o consórcio é uma das melhores opções para quem quer adquirir uma casa, terreno, moto e carro e não tem uma urgência imediata. No consórcio os juros são baixos ou inexistentes e você só paga uma taxa administrativa.

Ficou interessado? Então, primeiro de tudo você precisa simular consórcio. A simulação é muito importante antes de fechar o negócio. Com ela você consegue informações sobre condições de pagamentos e taxas. Você também conseguirá saber se as parcelas são fixas ou são decrescentes ou crescentes. Assim, você evita surpresas e consegue fazer um planejamento melhor das suas finanças.

Veja abaixo as 3 melhores formas de simular consórcio.

Sites de bancos

Nos bancos você encontra planos de consórcio para veículos ou residenciais. No site deles você não seleciona o modelo do veículo e sim o valor do veículo ou residência que deseja comprar. Além disso, você precisa preencher algumas informações pessoais e pronto, já consegue ver a sua simulação com as condições do consórcio.

Site das Concessionárias de veículos

Nos sites das concessionárias, ao contrário dos bancos, você seleciona a marca e o modelo do veículo que deseja adquirir. Assim, ao final do pagamento ou quando você for contemplado, você vai receber exatamente o produto que escolheu no momento da contratação.

Instituições financeiras

Atualmente existem diversas instituições financeiras que oferecem serviços de consórcios para veículos ou residências. As informações que você vai inserir para simular consórcio são as mesmas dos outros sites. Mas fique atento, pois, existem muitas empresas no mercado que oferecem consórcios, procure sempre pesquisar o histórico da instituição.

Simular cartão de crédito: simule seu limite e taxas de cartão de crédito

Ter um cartão de crédito pode ser um grande aliado, mas antes de aderir a esse serviço, é interessante simular cartão de crédito. Assim, você terá uma ideia do limites e taxas cobradas mensalmente.

Essa ferramenta lembra muito um simulador de empréstimos. Basta informar o valor que você gasta mensalmente, as taxas de juros que o cartão de crédito que a instituição financeira apresenta e a forma de pagamento final. Com estas informações, você já obterá um resultado relevante para realizar comparações entre diferentes instituições.

Simular cartão de crédito não vai substituir os calculados que as instituições prestadoras desses serviços vão apresentar, mas ajudarão a entender quanto será gasto e como funcionam os juros de cada uma dessas instituições.

A página mais conhecida para realizar essa simulação é a “calculadora do cidadão”, promovida pelo Branco Central. Lá você consegue desde descobrir taxas e limites, até realizar comparações de serviços semelhantes, como crédito consignado, crédito pessoal e cheque especial. Além dessas vantagens, você ainda consegue analisar números importantes como o Custo Efetivo Total (CET), e juros e encargos que pesam sobre o seu financiamento.

Mas por que fazer essa simulação é relevante? A primeira, e talvez, mais importa resposta é que assim você vai conseguir encontrar as taxas mais baixas. Também pode conseguir, apresentando essa comparação, uma linha de crédito de acordo com o seu perfil e necessidade.

Isso acontece, pois, a instituição percebe que as compras realizadas por você estão acima de determinado valor. Essa avaliação ainda pode beneficiar você com muitas vantagens e taxas menores, que é o objetivo desde o primeiro momento em que você procurou simular cartão de crédito.

Cartão de crédito: Formas de pedir cartão de crédito com baixas taxas

Antes de pedir e usar um cartão de crédito é interessante que o consumidor pesquise sobre os juros cobrados por esse tipo de produto. Isso porque existem diferenças nos encargos, que dependem da administradora do cartão e da instituição emissora.

Pedindo um cartão de crédito com baixas taxas

Primeiramente, é importante saber, hoje em dia, as taxas dos cartões de crédito costumam ficar entre 10 e 16% ao ano. Isso quando a fatura do cartão de crédito é paga integralmente.

Já se o consumidor entrar no crédito rotativo, as taxas de juros dos cartões podem ultrapassar os 270% ao ano. Para quem não sabe, o crédito rotativo é acionado quando o consumidor não paga o valor total da fatura e “joga” o restante dessa quantia para outros meses, onde é acrescido o valor anual da taxa mencionada.

Portanto, fica claro que é fundamental pesquisar qual é o cartão de crédito com encargos mais atrativos.

Primeiramente, pedir um cartão no banco onde se tem conta corrente é a melhor forma de conseguir ter um cartão de crédito com baixas taxas. Caso o correntista autorize debitar a fatura todo o mês diretamente de sua conta, os juros costumam ser ainda menores.

Outra forma é fazer uma pesquisa minuciosa na internet ou diretamente com bancos e empresas financeiras que oferecem cartão de crédito. Nos sites das instituições, a taxa de juros do cartão de crédito costuma ser informada.

Vale saber que há a possibilidade até de pessoas com o CPF negativado obterem cartão de crédito. Nesse caso, porém, é preciso analisar se compensa adquirir o produto, pois os juros tendem a ser mais altas para solicitantes com o “nome sujo”.

Portanto, não há outra forma melhor do que pesquisar os encargos antes de solicitar um cartão de crédito. Assim, você adquire o cartão cujas taxas caibam no bolso!

Empréstimo: Como pedir empréstimo Fácil

Hoje em dia existem diversas empresas que oferecem empréstimos online. É um processo simples e rápido, confira algumas opções para pedir empréstimo fácil.

Como pedir empréstimo fácil

A primeira coisa que você precisa fazer é escolher uma operadora que atenda ao seu perfil financeiro. Existem hoje operadoras que oferecem empréstimo para praticamente todos os perfis, ou seja: trabalhador assalariado, aposentados, microempreendedor e até negativados.

Confira algumas opções de operadoras que oferecem facilidades na solicitação do seu empréstimo:

1.      Lendico

Elencamos em primeiro lugar, pois no Lendico é possível contratar empréstimo de R$1.000 até R$ 50.000 reais. O empréstimo é realizado 100% pela internet e os juros costumam ser menores que dos bancos. Porém o site não aceita negociação com negativados e também tem opções de parcelamentos mais limitadas. Mas para quem deseja pagar juros baixos é uma excelente opção.

2.      Bom para Crédito

Sendo conhecido como o maior shopping de crédito online do Brasil, o Bom para Crédito, também oferece opções de empréstimo. E ainda é possível contratar online e sem a necessidade de apresentação de documentação. No entanto o site solicita o preenchimento de um formulário inicial com as suas informações, para analisar a melhor opção para você.

3.      Finanzero

O Finanzero também possibilita contratar empréstimo totalmente online. Em menos de 05 minutos, você já pode ter o seu contrato assinado. Da mesma forma, o Finanzero oportuniza uma lista de potenciais financiadores para que você escolha a melhor opção para a sua situação financeira.

Agora é só escolher a operadora que atende melhor as necessidades, e seguir o passo a passo apresentado no site. É muito simples e seguro e você recebe o seu empréstimo em poucos dias.

Ficou mais fácil buscar um empréstimo com as nossas dicas? Desejo que consiga um excelente negócio.