O que fazer quando o cartão de crédito é clonado?

Aí você está lá curtindo o dia e de repente começam a chegar avisos de compras por SMS. Normal, certo? Normal quando você reconhece tais compras. Infelizmente, nem sempre é o caso. Ter o cartão de crédito clonado é um problema que afeta milhões de brasileiros anualmente e está entre as principais fraudes cometidas no país. Mas o que fazer quando isso acontece?

Contate o banco

Muitos pensam que o melhor a se fazer é contatar a loja ou serviço onde o cartão foi utilizado sem a autorização do titular.  No entanto, na verdade, o primeiro passo deve ser contatar o banco ou administradora do cartão de crédito clonado. Dessa forma, o cartão pode ser bloqueado antes que o estrago seja ainda maior. O próximo passo é revisar a fatura e os débitos feitos com o cartão de crédito clonado e informar ao banco quais compras não foram feitas por você. O cartão então é bloqueado e um novo cartão emitido.

Avise as autoridades

Após o trâmite com o banco, é hora de contatar a polícia. Registre um B.O (boletim de ocorrência) presencialmente na delegacia mais próxima ou online. Não é obrigatório ter um B.O, mas tal documento pode ajudá-lo caso seja necessário acionar um órgão de defesa do consumidor. Outro passo não obrigatório, mas que pode evitar dores de cabeça, é contatar o Serasa e impedir que seu nome fique sujo devido ao cartão de crédito clonado.

Resolução

Uma vez verificado que o cartão de crédito foi clonado, o banco devolve o crédito em até 5 dias. Caso isso não ocorra, é preciso acionar o Procon, o Banco Central ou entrar com uma ação no JEC (Juizado Especial Cível), pois a clonagem é responsabilidade da administradora do cartão, que deve arcar com o prejuízo sem prejudicar o cliente. Portanto, é importante guardar os registros das conversas com o banco e o boletim de ocorrência policial.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *